terça-feira, 2 de abril de 2013

Futsal: Crónica do Loures - Belenenses

Postado Por: with Sem Comentarios
A equipa de futsal do Belenenses empatou a quatro golos com a formação do GS Loures, actual 2º classificado da competição, em jogo da 20ª jornada do Campeonato Nacional da II Divisão – Série B, disputado no Pavilhão Paz e Amizade, em Loures, num encontro bastante emotivo, bastante disputado e com uma excelente moldura humana.

Num encontro muito importante para as duas equipas, com o 2º classificado a receber o 1º classificado quando faltam apenas disputar seis jornadas, numa altura em que cada jogo é uma final, os muitos adeptos que se deslocaram ao Pavilhão Paz e Amizade deram o tempo por bem entregue, assistindo a um jogo muito emotivo, embora nem sempre bem jogado, com incerteza no marcador e com um final electrizante, com o golo do empate alcançado pelo Belenenses a acontecer no derradeiro segundo do encontro, para gáudio dos muitos adeptos belenenses presentes nas bancadas.

A primeira ocasião de golo do encontro pertenceu ao Belenenses, com Drula a rematar forte e colocado para uma boa intervenção do guarda-redes contrário, mas na resposta, ainda decorria o primeiro minuto do encontro, a formação do GS Loures inaugurou o marcador, numa jogada de insistência, com Roger a fazer uma boa defesa ao primeiro remate, com Zé Daniel a evitar o golo na recarga dando o corpo à bola, mas com a segunda recarga a fazer a bola entrar na baliza.

A perder por 1-0 desde o primeiro minuto, o Belenenses reagiu bem à desvantagem no marcador, com Zé Daniel a estar perto do golo do empate aos 3 minutos, com um remate cruzado a sair junto à baliza, tendo melhor sorte no minuto seguinte, num lance de belo efeito, com Bruno Pinto a assistir Drula com um passe rasgado para um remate forte e colocado, empatando o jogo a um golo, estando decorridos 4 minutos de jogo.

Os minutos seguintes foram os melhores momentos do Belenenses no encontro, com a nossa equipa a desperdiçar vários lances consecutivos de golo, perante um adversário impotente para travar esse bom momento da nossa equipa. Num desses lances, Bruno Pinto lançado em velocidade driblou o guarda-redes contrário mas rematou ao lado da baliza.

Essa superioridade do Belenenses durou apenas até meio da primeira parte, pois o acumular de faltas cometidas fez com que tenhamos atingido a quinta falta aos 11 minutos, numa altura em que o adversário não tinha nenhuma falta cometida, sendo que a partir desse momento a formação da casa começou a pressionar mais, a procurar a sexta falta com a nossa equipa a reduzir a intensidade de jogo e a agressividade defensiva.

Aos 12 minutos, o Belenenses cometeu a sexta falta, com a formação do GS Loures a beneficiar de um livre de 10 metros. Vando entrou para o lugar de Roger e evitou o golo com uma fantástica defesa.

Até final da primeira parte, foi a formação da casa quem esteve mais perto do golo, com Roger em bom plano a evitar o golo por algumas ocasiões, sendo que as saídas para o ataque eram cada vez mais tímidas e inconsequentes.

O intervalo chegou com um empate no marcador, resultado justo considerando a supremacia do Belenenses na primeira metade deste período e a supremacia da equipa adversária nos derradeiros dez minutos da primeira parte.

A segunda parte trouxe uma equipa da casa bastante mais acutilante, rematando ao poste da baliza de Roger logo nos segundos iniciais, repetindo o feito aos 22 e aos 24 minutos, tendo por intermeio desperdiçado mais alguns lances de golo, com destaque para um lance que Drula evitou em cima da linha de golo e para um contra-ataque 3x0 que culminou com um remate ao lado da baliza de Roger.

Foram cinco minutos de sufoco para a nossa equipa, que só conseguiu sacudir a pressão por volta dos 25 minutos de jogo, criando alguns lances de perigo, com destaque para um remate forte de Drula, com uma excelente intervenção do guarda-redes contrário.

Aos 27 minutos foi a vez de Bruno Pinto rematar ao poste da baliza do GS Loures, para ainda no mesmo minuto, Drula estar novamente muito perto do golo, assim como Zé Daniel no minuto seguinte.

Foi então que o jogo partiu-se, com as duas equipas a procurarem o golo e a sentirem dificuldades defensivas, não conseguindo fazer posse de bola nem controlar o ritmo de jogo, assistindo-se a inúmeras perdas de bola e passes errados que resultavam em tentativas de saídas para o contra-ataque, nem sempre bem executadas.

Aos 30 minutos, a formação do GS Loures alcançou a quinta falta, dando mais vantagem à nossa equipa, mas no lance imediatamente a seguir, a equipa da casa chegou ao 2-1, com um forte remate cruzado de longa distância que deixou Roger sem reacção.

A nossa equipa acusou este golo contra a corrente de jogo, e no minuto seguinte, Roger evitou o terceiro golo com uma excelente defesa, sendo que o 3-1 chegaria ainda no minuto 31, na sequência de mais um contra-ataque em superioridade numérica da equipa da casa.

A equipa da casa comandava então o jogo, com dois golos de vantagem, recuando um pouco no terreno para fechar as linhas de passe, procurando explorar as transições rápidas para o ataque, perante um Belenenses a jogar mais com o coração do que com a cabeça.

Aos 34 minutos, o Belenenses desperdiçou uma excelente ocasião para reduzir o marcador, num contra-ataque 3x1, com o remate final a possibilitar a defesa ao guarda-redes contrário.

No minuto seguinte, a formação do GS Loures cometeu a sexta falta, com o Belenenses a beneficiar de um livre de 10 metros. Chamado a converter, Bruno Pinto não desperdiçou, reduzindo o marcador para 3-2, colocando novamente o Belenenses na luta pelo resultado.

Aos 36 minutos, foi a vez do Belenenses cometer a quinta falta, tendo passado a jogar em 5x4, com Tiago Carvalho como guarda-redes avançado. Porém, logo na primeira jogada neste modo, uma perda de bola resultou num golo fácil para o adversário, com um remate longo para a nossa baliza deserta a carimbar o 4-2 no marcador, fazendo crer que o jogo estaria terminado.

Porém, a nossa equipa, mais com o coração do que com a cabeça, continuava a procurar o golo, tendo beneficiado aos 37 minutos de mais um livre de 10 metros. Chamado novamente a converter, Bruno Pinto permitiu a defesa do guarda-redes contrário, com a bola a sobrar para Bruno Martins que sofreu falta na área adversária quando se preparava para rematar, com a equipa de arbitragem a assinalar a respectiva grande penalidade. Chamado a converter, Tiago Carvalho não desperdiçou e reduziu o marcador para 4-3. Faltavam 2.10 para o final do jogo.

Os derradeiros minutos de jogo foram ainda mais emotivos, com a nossa equipa a procurar o golo do empate e com a formação do GS Loures a defender de qualquer maneira, aproveitando ainda para sair com perigo para o contra-ataque, podendo em alguns lances ter terminado com a incerteza no marcador.

Com cerca de 30 segundos por jogar, Bruno Martins foi derrubado na área adversária pelo guarda-redes adversário, com a equipa de arbitragem a nada assinalar, desenvolvendo-se na resposta a sexta falta cometida pela nossa equipa, com a equipa da casa a beneficiar de um livre de 10 metros. Novamente Vando a render Roger na baliza e a defender o lance com mestria, com a recarga a sair novamente muito perto do golo.

Faltavam então dois ou três segundos para jogar, com um último passe a ser colocado no jogador na posição de pivot, que imediatamente pressionado pelos quatro jogadores de campo adversários conseguiu com um toque de calcanhar colocar a bola em Bruno Pinto, que com um remate colocado, de primeira, em cima da buzina do final do encontro, empatou a partida, perante uma explosão de alegria de todos os belenenses presentes no Pavilhão Paz e Amizade, com todos os jogadores a festejarem o golo juntamente com os adeptos, dado que a equipa de arbitragem deu o jogo por terminado de imediato, sem que a bola fosse sequer reposta em jogo. Final mais emotivo não poderia ter acontecido.

Este importante empate, obtido com alguma felicidade, acabou por premiar a nossa equipa num encontro em que o adversário esteve mais próximo da vitória, manteve o Belenenses na liderança isolada do campeonato, com os mesmos cinco pontos de avanço sobre o 2º classificado, esta equipa do GS Loures, que agora conta com a companhia da formação da Burinhosa, com os mesmos pontos. Na próxima jornada, o Belenenses recebe a formação do SC Vila Verde, enquanto que Burinhosa e GS Loures jogam entre si, num encontro que pode ser decisivo na luta pela promoção.

Belenenses: Roger (Gr); Zé Daniel, Canina, Drula (1 Golo) e Bruno Pinto (2).
Jogaram ainda: Vando (Gr); Cautela, João Marques, Tiago Carvalho (1), Bruno Martins, Osvaldo e Leandro.

Resultado Final:
GS Loures 4 - 4 Belenenses
Achei o texto acima:
← Mensagem mais recente Mensagem antiga → Página inicial

0 Comentário/s:

Enviar um comentário