segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Futsal: Crónica do Belenenses - GF Achete

Postado Por: with Sem Comentarios
A equipa sénior de futsal do Belenenses venceu a formação do G.F. Achete por 6-3, em jogo da 2ª eliminatória da Taça de Portugal, disputado num Pavilhão Acácio Rosa com uma assistência abaixo da média, mantendo-se em competição e prolongando a série 100% vitoriosa em jogos oficiais na presente época.

Para este encontro, diante da formação da região de Santarém, que lidera a Série C do Campeonato Nacional da III Divisão, e que trouxe algumas dezenas de ruidosos adeptos, o técnico João Freitas Pinto repetiu pela quarta vez em quatro jogos o cinco inicial, com Roger na baliza e com Cautela, Tiago Carvalho, Bruno Pinto e Drula como jogadores de campo.

A equipa do Belenenses entrou bem na partida, tendo inaugurado o marcador logo aos 3 minutos, por intermédio de Cautela, numa emenda oportuna ao segundo poste, após assistência de Drula, na sequência de uma jogada colectiva bem desenhada.

Pouco depois, ainda no minuto 3 da partida, Drula foi rasteirado por trás quando se preparava para finalizar um lance junto da baliza adversária. Grande penalidade assinalada e cartão vermelho para o jogador da equipa adversária. Chamado a converter, Osvaldo atirou ao lado da baliza do G. F. Achete.

Porém, em superioridade numérica, fruto da expulsão do atleta da equipa adversária, a nossa equipa rapidamente elevou para 2-0, por intermédio de Cautela, novamente a emendar oportunamente ao segundo poste após assistência de Bruno Pinto. Estavam decorridos 4 minutos.

Quando se previa que a equipa arrancasse para uma boa exibição, com um resultado favorável no marcador, seria o G. F, Achete a reduzir o marcador, aos 6 minutos, na sequência de uma jogada de insistência. Este golo teve o condão de animar a formação adversária, que passou a jogar o jogo pelo jogo, obrigando Roger a uma boa intervenção para evitar o empate.

A nossa equipa, sem jogar muito bem, continuou a procurar o golo, o que aconteceria aos 13 minutos, por intermédio de Bruno Pinto, com um pontapé colocado de meia-distância, após a marcação de um pontapé de canto.

Uma vez mais, a vantagem de dois golos duraria pouco tempo, porque no minuto seguinte, a equipa de Santarém reduziu para 3-2, na sequência de um contra-ataque, com alguma responsabilidade para o nosso reduto defensivo.

No entanto, a superioridade do Belenenses nunca esteve em causa, e logo a seguir, aos 15 minutos, Leandrinho elevou para 4-2, com um remate de primeira, fazendo um golo de belo efeito, e colocando maior justiça no resultado.

Quando a primeira parte do encontro, disputada de forma algo confusa, com muitas perdas de bola e com reduzida velocidade, estava perto do final, com escassos segundos por disputar, a formação do G. F, Achete conseguiu reduzir o marcador para 4-3, na sequência de um contra-ataque após perda de bola infantil da nossa equipa, com as equipas a irem para os balneários com o Belenenses na frente do marcador pela margem mínima.

No regresso dos balneários, como habitualmente, o técnico João Freitas Pinto colocou o guarda-redes Marco Mateus no lugar no Roger, sendo notório que a equipa regressou para a segunda parte com mais concentração e determinação em controlar o jogo.

Depois de algumas oportunidades desperdiçadas pela nossa equipa, nos minutos iniciais da segunda parte, o Belenenses ampliou para 5-3 aos 23 minutos, por intermédio de Tiago Carvalho, com um remate colocado após boa combinação com Drula. Resultando num golo de belo efeito.

Este golo deu ainda mais tranquilidade à nossa equipa, que continuou a procurar o golo, com Bruno Martins, aos 28 minutos, a falhar por pouco o que seria o melhor golo do encontro, após excelente pormenor individual.

Pouco depois, aos 29 minutos, seria Bruno Pinto a elevar o marcador para 6-3, na sequência de um forte remate de longa distância, colocando um ponto final no marcador.

Aos 30 minutos, Marco Mateus viu o cartão vermelho por defender um lance com a mão fora da área, com Roger a reocupar o lugar na baliza, evitando o golo na marcação do respectivo livre directo, com a nossa equipa a conseguir aguentar, com tranquilidade, a baliza inviolável nos dois minutos em que jogou em inferioridade numérica.

Até final, perante um adversário cada vez com menos soluções e com menos força anímica, seria a nossa equipa a desperdiçar alguns lances de perigo, com destaque para um livre de 10 metros que Bruno Pinto atirou à barra, já nos minutos finais, sendo que nem o 5x4 que a formação adversária apostou nos derradeiros minutos provocou alteração no marcador até ao apito final do encontro.

Foi uma vitória concludente, numa partida com pouco brilho, apesar de totalmente controlada pela nossa equipa, perante um adversário lutador que dignificou a nossa vitória, com a nossa equipa a garantir o mais importante: o apuramento para a próxima eliminatória da Taça de Portugal.

O Belenenses alinhou com: Roger (Gr); Cautela (2 Golos), Tiago Carvalho (1 Golo), Bruno Pinto (2 Golos) e Drula.

Jogaram ainda: Marco Mateus (Gr); Osvaldo, Bruno Martins, Leandrinho (1 Golo), Zé Daniel, Rúben Simões e Célio.

Resultado Final:
Belenenses 6 - 3 G.F. Achete
Achei o texto acima:
← Mensagem mais recente Mensagem antiga → Página inicial

0 Comentário/s:

Enviar um comentário