sábado, 3 de novembro de 2012

Proposta para investimento na SAD

Postado Por: with Sem Comentarios
A Codecity Players Investment, S.A. (CPI) é uma empresa portuguesa que foi constituída para investir em direitos económicos (passes) de jogadores de futebol, preferencialmente jovens internacionais portugueses.

No primeiro semestre de 2012, a CPI pagou um total de cerca de 275 mil euros pela transferência de jogadores do Belenenses para outros clubes (Abel Camará e André Pires) que reverteram para a Belenenses SAD (de ora em diante SAD) e pela aquisição de direitos económicos sobre um jogador da SAD (Leandro Albano) que foi transferido para outro clube.

Na sequência desses contactos entre a CPI e a SAD, a CPI começou a colaborar com a SAD de diversas outras formas.

A CPI efetuou empréstimos à SAD para esta pagar os salários dos meses de agosto e de setembro e resolveu o problema da dívida ao clube finlandês Turku, que sujeitava a SAD a sanções desportivas da FIFA. Assim, na presente data, sem ser dona de uma única ação da SAD, a CPI já despendeu cerca de € 190.000,00 na resolução de responsabilidades da SAD.

Ao fim de alguns meses de mútuo relacionamento, a CPI decidiu apresentar à Direção do CFB uma proposta para se tornar sócia maioritária da SAD, o que fez em 24 de outubro corrente.

Na sequência das negociações entre ambas as partes, a CPI propôs que a Direção do CFB submetesse à aprovação da assembleia geral de sócios do CFB a seguinte deliberação:

Aceitar que o CFB perca a maioria do capital na Belenenses Futebol, SAD, passando a sociedade Codecity Players Investment, S.A., ou uma outra sociedade indicada por esta, a deter uma participação acionista na SAD entre 60% a 80%, em operação a formalizar até 31 de dezembro de 2012.

A Direção do CFB deve negociar e praticar todos os atos necessários a essa operação nos termos que considere mais vantajosos para a SAD e para o CFB, incluindo o direito do CFB a recomprar essa participação nos concretos termos que a Direção vier a negociar com a compradora e um direito de preferência a favor do CFB em caso de sua venda a terceiros.

Em caso de aprovação desta deliberação, a CPI admite criar uma sociedade específica para deter essa participação na SAD.

A CPI pretende fazer face à difícil situação económica e financeira da SAD e proporcionar a estabilidade necessária para fazer singrar a equipa de futebol do Belenenses à altura dos pergaminhos do passado.

Nas últimas 10 épocas, o Belenenses disputou a I Liga 8 épocas, tendo sido, em média, 11º classificado. A CPI considera que o Belenenses merece e pode fazer muito melhor.

A CPI dinamizará a SAD, criando condições que permitam o êxito desportivo da sua equipa de futebol e a mobilização dos sócios e adeptos do Belenenses. Imprimirá à SAD, contando com a colaboração do CFB, dos seus sócios e adeptos, renovados entusiasmo e confiança.

Confiará a coordenação técnica do futebol do Belenenses ao atual treinador da SAD, assegurando-lhe amplos poderes em matéria de composição do plantel.

Apostará na contratação de jovens jogadores, que preferencialmente atuem já em Portugal, e na formação de jovens talentos.

Implementará um modelo de gestão em que as despesas de cada época terão de ser pagas pelas receitas correntes; as receitas extraordinárias (como a transferência de jogadores), na fase atual, reduzirão o passivo, e depois de vencidos os atuais constrangimentos financeiros permitirão criar condições para o crescimento sustentado do futebol do Belenenses.

No plano económico e financeiro, a SAD deve atualmente cerca de 8 milhões de euros a terceiros, tem ações executivas de cobrança pendentes em valor que ronda os 2 milhões de euros, não tem disponibilidades de tesouraria para fazer face às suas necessidades financeiras mais prementes, não tem crédito na praça, está impedida de registar novos contratos e de se inscrever na próxima época desportiva na Liga Portuguesa de Futebol Profissional e na Federação Portuguesa de Futebol por causa duma dívida a um antigo jogador. A CPI pretende restabelecer uma relação de confiança com os credores, para que o passivo da SAD seja paulatinamente reduzido e os referidos problemas sejam ultrapassados.

A SAD tem presentemente um défice mensal de cerca de 100 mil euros, a que a CPI fará face, evitando um cenário de incumprimento generalizado com os profissionais da SAD, com as consequências que facilmente se anteveem para esses briosos profissionais, para a imagem da SAD e do CFB e para o sucesso desportivo na época em curso.

A CPI aredita no Belenenses, na vitalidade dos seus sócios, adeptos e simpatizantes. Acredita que o Belenenses dispõe de condições para ter um futuro à altura do seu passado. E porque acredita, já investiu dinheiro na SAD, e continuará a fazê-lo se os sócios do CFB assim o quiserem.

A CPI promoverá a celebração de um protocolo entre o CFB e a SAD extremamente vantajoso para o CFB – este não transferirá para a SAD um único euro da quotização dos associados, ao contrário do que acontece com todas as outras SAD, e simultaneamente concederá importantes benefícios aos sócios do Belenenses (incluindo descontos nos preços dos bilhetes para os jogos).

A equipa de futebol profissional do Belenenses continuará a jogar no Estádio do Restelo, a exibir orgulhosamente os símbolos do Belenenses, a respeitar a sua marca e a cantar o seu hino.

Os sócios do CFB têm agora a palavra.
A Administração da Codecity Players Investment, S.A.
Achei o texto acima:
← Mensagem mais recente Mensagem antiga → Página inicial

0 Comentário/s:

Enviar um comentário