segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Espírito de equipa conseguiu um empate que valeu por uma vitória

Postado Por: with Sem Comentarios
A nossa equipa empatou a 2-2 com o Fereinse num jogo repleto de contrariedades que pelo enorme espírito de equipa foram ultrapassados e por pouco não de conseguimos a vitória.

Ao intervalo perdíamos por 2-0. A primeira parte ficou manchada por dois lances para penalty que ficaram por marcar, na mesma jogada e a exagerada expulsão de Meira por acumulação de cartões amarelos.

A partida começou muito bem jogada pelos nossos jogadores que impunham o ritmo de jogo e dominavam a partida com grande clarividência.

Os lances de Diawara, Fernando Ferreira e Tiago Silva com remates de grande perigo, que por pouco não resultaram no primeiro golo da partiram, assustaram a equipa contrária.

Mas em quatro minutos o adversário nas duas únicas ocasiões que construíram marcaram graças a alguma passividade da nossa equipa.

Após sofrermos os dois golos voltámos a dominar e a criar ocasiões que não dão, de maneira nenhuma, justiça ao marcador. Numa dessas ocasiões Desmarets por duas vezes não conseguiu marcar. Na jogada seguinte dois jogadores da equipa adversário colocaram o braço na bola sem que o árbitro assinalasse qualquer infracção.

Já no final da primeira parte João Meira viu o segundo cartão amarelo num falta inexistente em que os dois jogadores fazem pé em riste.

Ao intervalo Mitchell fez entrar Nelson Lenho, João Afonso e Paulo Roberto. A nossa equipa entrou muito bem e quando estávamos em cima do adversário Desmarets lesionou-se. A partir desse momento passámos a jogar com "9 jogadores e meio" como frisou o nosso técnico no flash interview, após o jogo.

Mesmo com estas contrariedades todas, os nossos jogadores, nunca baixaram os braços e foram à luta. Desmarets, mesmo debilitado, enviou uma bola ao poste após Fernando Ferreira ter rematado de longe levando a bola a passar a escassos centímetros da baliza contrária. Pouco depois conseguimos o primeiro golo através de um lance de bola parada aproveitado da melhor maneira por Diakité.

O adversário tentou controlar a partida com receio de perder a vantagem, mas a nossa equipa foi superior a todos os níveis, tendo conseguido empatar a dois minutos do fim num lance muito pouco usual. Matt Jones pontapeia a bola com muita força para o meio campo contrário e Kay, a jogar à frente, cabeceou fazendo uma excelente chapéu sobre o guardião contrário. A bola nem tocou no chão até entrar na baliza.

Estava consumado o empate mas, os nossos jogadores não estavam satisfeitos e numa jogada rápida Diawara teve a possibilidade de dar a volta ao marcador. Sozinho, frente ao guardião contrário, não conseguiu ultrapassá-lo.

O resultado final foi de um empate mas pelo que ficou demonstrado no relvado ganhámos uma equipa cheia de sacrifício, humildade, união e muito talento.

Hoje os nossos jogadores e equipa técnica foram uns autênticos heróis. Obrigado!
Achei o texto acima:
← Mensagem mais recente Mensagem antiga → Página inicial

0 Comentário/s:

Enviar um comentário