sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Formação: Entrevista a Fred

Postado Por: with Sem Comentarios
Prosseguimos com o ciclo de entrevistas que temos vindo a realizar no âmbito da formação, esta semana com Fred.

Depois de uma época para esquecer, os menos atentos pensam que tu és um jogador novo. Como é estar de fora tanto tempo?
É a pior sensação do mundo! É querer ajudar a equipa e não poder. É muito mau. É péssimo para a autoestima

Ainda estás vivo e bem vivo. Como se resiste a tanto tempo parado?
Se tivermos o apoio da família e das pessoas que nos rodeiam, que foi o meu caso, isso é bom pois ajuda a ter forças para não desistir e acreditar na recuperação. Foi importante também sempre sentir sempre o apoio dos meus Companheiros, pois eles acreditaram no meu valor e tentavam sempre puxar-me para cima dando conforto e palavras de apoio.

Curiosamente, tu és dos mais antigos no Clube…
Sim cheguei ao Belenenses muito novo, e aprendi muito desde que cá cheguei. Ajudaram-me a crescer e fiz muitas amizades, não tenho nada para me queixar, antes pelo contrário.

Qual é o segredo para os jogadores chegarem a juniores e gostarem tanto de cá estar?
Não há segredo nenhum. Temos um espírito muito forte e somos amigos uns dos outros. Temos várias brincadeiras que ajudam a quem chega adaptar-se rápido! Os treinadores fazem também parte do grupo de amigos e fazem tudo para nos ajudar. Fica fácil a quem chega.

Sentes haver adversários que gostariam de cá estar?
Sim quem não gostaria de estar entre os melhores? Para além de futsal… na equipa vive-se muito mais para além disso. É uma etapa importante no nosso crescimento como adolescentes, e o Belenenses tem sido importante também nesse aspecto. Recebemos bem quem chega, nos treinos procuramos logo por quem chega á vontade e ajudamos no que for preciso, para que a integração seja rápida.

Fazes parte de um grupo de jogadores que ainda se mantém e que chegou numa altura em que o Belenenses lutava por títulos nos seniores. Convivias com os craques? Tens recordações disso?
Claro que lembro… Estavam cá jogadores que agora fazem parte dos planteis de Benfica e Sporting… Como eu sou extrovertido procurava falar com eles. Tinha mais confiança com o Marcão, Marcelinho, o Zé Maria chegou a oferecer-me uns ténis. Jogava com eles com muito orgulho. Eram craques mesmo.

Nessa altura aspiravas chegar à equipa principal?
Claro que sim. O Belenenses será sempre o Belenenses seja em que divisão for e jogue cá quem jogar. Desde pequeno que sonho ser jogador de futsal e treinar e jogar com os melhores. Fazê-lo na equipa principal do Belenenses seria um orgulho maior ainda.

Esse grupo, que começou há 4 anos nos juvenis e que tem vindo a evoluir, foi fazendo coisas bonitas. São boas as recordações?
São, algumas. Alguns torneios importantes, uma excelente temporada nos juvenis, alguns jantares memoráveis, a vitória inesquecível por 10-3 ao Benfica, também em juvenis.

Tudo correu bem nesse dia...
Havia muita vontade, estávamos lançados, muito motivados, com muita gente no Pavilhão pois tinha havido futebol antes. Éramos muito bons e nesse dia funcionámos como equipa. Quando assim era, ninguém nos ganhava.

Naquela altura não era importante falar em títulos, mas este ano fala-se nisso declaradamente. É esse o objectivo? Ser campeão?
É natural que seja assim. Isso acontece devido ao trabalho que é feito e, pela qualidade da equipa, é por demais evidente que é esse o objetivo. Eu quero ser, gostava e vou ser campeão com esta equipa! Acredito nisso. Esta equipa de juniores é olhada como se fosse uma espécie de geração de ouro do Belenenses e por isso temos muito apoio de quase toda a Secção. Mas também a exigência acaba por ser maior mesmo que não o seja de forma declarada. Até nos adeptos se sente isso mesmo. Sentimo-nos acarinhados e isso é importante.

Já esta época houve jogos em que por não estarmos ao nosso nível deixámos o adversário direto distanciar-se um pouco. O que faltou nesses jogos?
Não sei, não gosto de apontar o dedo. Quando erramos a responsabilidade é de todos, até os que estão de fora. Mas pode ter havido excesso de confiança e, com isso, pode ter faltado alguma entrega. Havia muitas lesões e alguns castigos. E quando assim acontece é necessário ainda mais espírito de sacrifício. A partir de agora espera-se que as lesões fiquem curadas e até final da época cada jogo terá o espírito de uma batalha, que queremos sempre vencer.

Continuamos a pecar na finalização, que aliás é um dos teus pontos fortes pois sempre fizeste muitos golos. É importante marcar? Ou é indiferente que sejas tu ou outro?
Atravessámos uma fase que falhávamos muitos golos, criávamos mas não marcávamos. Mas no último jogo acho que estivemos bem e com 2013 mais golos virão. É sempre importante marcar, no meu caso tem uma grande importância para moralizar, mas se for um colega a felicidade é a mesma.

O que esperas de ti até final da época?
Espero continuar a jogar bem, mas também quero ficar mais forte defensivamente, mais rápido e marcar muitos golos e ajudar a equipa a chegar ao topo.

Achas que a equipa vai ficar mais forte para o que falta da época?
Acho que sim, principalmente com as lesões para trás das costas e, com os reforços, estamos mais fortes e ambiciosos.

Queres deixar o teu nome gravado no clube? Seria importante com um título?
Gostava, claro. Seria importante ser campeão pelo Belenenses. Temos tudo para o conseguir! Seria o equivalente a 5 Campeonatos pelos outros clubes, pela diferença de apoios. Mas este Grupo, jogadores, treinadores e staff já merecem também.

Qual o teu melhor momento aqui no Belenenses?
Quando marquei três golos ao Benfica, nos juvenis, no tal jogo de sonho.

E o melhor golo?
Um ao Sporting, também nos juvenis, num jogo em que ganhamos 4 a 3.

Melhor jogador?
Bruno Pinto, por ser o mais completo. Comparativamente com os da sua idade é mais maduro, melhor tacticamente, mais competitivo. É muito bom.

Momento mais marcante com a camisola do Belenenses?
Com a camisola, fato de treino, casaco, a passear nas ruas do Algarve quando lá fomos para jogar a Taça Nacional e andar nas lojas a cantar pelo Belenenses e mostrar às pessoas quem éramos.

O que desejas quando chegares a sénior?
Desejo jogar e continuar a aprender.
Achei o texto acima:
← Mensagem mais recente Mensagem antiga → Página inicial

0 Comentário/s:

Enviar um comentário