domingo, 17 de março de 2013

Belenenses vence Leixões e está a duas vitórias do regresso à I Liga (2-1)

Postado Por: with Sem Comentarios
O Belenenses recebeu e venceu este domingo o Leixões por 2-1 em jogo da 32ª. jornada da Segunda Liga, disputado no Estádio do Restelo, em Lisboa.

Desmarets e Diawara foram hoje decisivos para mais um triunfo do Belenenses na II Liga de futebol, ao marcarem os tentos frente ao Leixões (2-1), na 32.ª jornada, deixando os ''azuis'' a duas vitórias da subida.

Os golos da dupla francesa, aos 28 e 60 minutos, selaram o 24.º triunfo do líder, que está cada vez mais perto do regresso ao escalão maior do futebol nacional, ainda que tenha ''tremido'' com o golo do leixonense, apontado por Hernâni, aos 51.

De resto, seria o mesmo Hernâni a dispor da primeira grande ocasião de golo da partida, mas com a baliza totalmente deserta, atirou por cima, numa fase inicial de grande fulgor do Leixões, que não permitia veleidades ao adversário.

A meio do primeiro tempo, o Belenenses começou a soltar-se das ''amarras'' e, num contra-ataque bem delineado, Desmarets combinou com Fernando Ferreira, antes de atirar cruzado para o primeiro do jogo.

Mesmo em desvantagem, a formação de Matosinhos não se inibiu e continuou em busca da igualdade, quase sempre através de incursões pela direita, mas seriam os ''azuis'' a dispor de nova ocasião, em cima do intervalo, por intermédio de Tiago Caeiro.

No entanto, esta não seria a tarde do melhor marcador do Belenenses, que, logo a abrir a etapa complementar viu Rui Sacramento negar-lhe as intenções, abrindo caminho a que Hernâni restabelecesse a igualdade, pouco depois.

Ainda assim, Van der Gaag voltaria a ser feliz na hora de recorrer ao banco, quando lançou Diawara em campo e, dois minutos depois, viu o avançado recolocar o Belenenses na frente do marcador, com um excelente pontapé à entrada da área.

O francês tem estado confortável no papel de ''arma secreta'' e, depois de já ter sido decisivo nos triunfos sobre Sporting B e Benfica B, também ''saltando'' do banco, voltou a ser feliz, marcando o quarto golo na competição.

Até final, o Leixões ainda criou alguns sobressaltos à defensiva do Restelo, mas sempre sem incomodar verdadeiramente Matt Jones.
Achei o texto acima:
← Mensagem mais recente Mensagem antiga → Página inicial

0 Comentário/s:

Enviar um comentário