quarta-feira, 22 de maio de 2013

Esclarecimento do Presidente da Direção

Postado Por: with Sem Comentarios
Na sequência dos acontecimentos das últimas semanas entendo prestar, aos sócios do Clube de Futebol "Os Belenenses", os seguintes esclarecimentos:

No passado dia 3 de Maio decidi apresentar ao PMAG a minha demissão do cargo de Presidente do Clube de Futebol "Os Belenenses". Entendi que com o final desta época desportiva, marcada pela perda da maioria do capital da SAD e pelo regresso da equipa de futebol profissional à Primeira Liga, chegava ao fim uma etapa no processo iniciado há três anos, de estabilização e recuperação do nosso clube. Outra etapa se inicia agora, etapa essa que terá de ser marcada pelo Projeto de Requalificação do Complexo Desportivo (PRCD), que entendo como fundamental para a sobrevivência do Clube de Futebol "Os Belenenses" e pela eventual necessidade, que os sócios serão chamados a avaliar, de adesão ao Processo Especial de Revitalização (PER). Entendi na altura e continuo a entender agora, que era importante para o clube criar um momento de clarificação que possibilitasse a apresentação de eventuais projetos alternativos e acima de tudo, que dessas eleições gerais saísse uma direção, que pudesse dar sequência ao PRCD, que vai marcar a vida do clube nos próximos anos, num contexto de estabilidade que dificilmente existirá se numa fase inicial das negociações com os parceiros do clube nesse projeto, formos novamente interrompidos por um processo eleitoral.

A possibilidade de marcar eleições gerais ficou desde muito cedo afastada porque, se numa primeira conversa com os Presidentes dos restantes orgãos houve essa disponibilidade, no dia seguinte foi-me comunicado pelo Presidente da Mesa da Assembleia Geral, que pretendia cumprir o mandato até ao fim e que após ter consultado vários juristas tinha concluído que era possível convocar apenas eleições para a direção para o que faltava do mandato e para mais um mandato completo, garantindo dessa forma a pretendida estabilidade para que o orgão executivo pudesse desenvolver o PRCD. Coloquei na altura as minhas reservas a essa interpretação que me pareceu, aliás tal como ao Presidente do Conselho Fiscal e Disciplinar, manifestamente irregular face aos estatutos, o PMAG decidiu no entanto avançar com a convocatória nesses termos apenas para a direção, convocando eleições para 13 de Julho.

Poucos dias após a aceitação do meu pedido de demissão e da convocatória de eleições o PMAG decidiu, e bem na minha opinião, voltar atrás no seu entendimento e anular a convocatória que tinha sido publicada, por manifesta irregularidade face aos estatutos do clube.

Na sequência de toda esta confusão criada com a convocatória e com a anulação da convocatória, e porque nada disso alterava a minha situação de Presidente demissionário, entendeu o PMAG propor-me que retirasse a minha demissão e que da parte dele aceitaria essa meu novo pedido em nome dos "superiores interesses do clube". Atendendo a que, por um lado, tinham sido os superiores interesses do clube a razão de ser da minha demissão, e por outro não me parecer que a melhor forma de corrigir um erro seja cometer outro entendi não retirar o meu pedido de demissão o que obriga à realização de eleições intercalares apenas para a direção e apenas para cumprir o resto do mandato, o que não sendo na minha opinião o que melhor defende os interesses do clube tem pelo menos o mérito de ser uma solução que cumpre os estatutos.

Engº António Soares
Presidente do Clube de Futebol "Os Belenenses.
Achei o texto acima:
← Mensagem mais recente Mensagem antiga → Página inicial

0 Comentário/s:

Enviar um comentário