segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Paços vence Belenenses e deixa último lugar

Postado Por: with Sem Comentarios
O Paços de Ferreira venceu ontem o Belenenses, por 1-0, e deixou o último lugar da I Liga de futebol, num encontro da 10.ª jornada decidido na primeira parte por Fernando Neto, aos 27 minutos.

O brasileiro, que se estreou a titular no Paços de Ferreira, aproveitou um mau passe de Duarte Machado e, nas costas de João Meira, correu isolado para a baliza de Matt Jones, a quem bateu com um "chapéu" que garantiu pela primeira vez esta época a segunda vitória consecutiva à formação pacense.

Com este triunfo sofrido, embora justo, o Paços de Ferreira, outra vez sem sofrer golos, voltou a ganhar como visitado, o que já não acontecia desde 5 de maio, frente ao Sporting (1-0), na 28.ª jornada da época 2012/13, o que lhe permitiu alcançar oito pontos e largar o último lugar, um ponto atrás do Belenenses e Olhanense.

O brasileiro Fernando Neto estreou-se a titular no Paços de Ferreira e constituiu a principal novidade num "onze" a que regressaram António Filipe e Sérgio Oliveira, comparativamente à equipa que venceu em Tondela (1-0), para a Taça de Portugal, enquanto, no Belenenses, Marco Paulo repetiu o "onze" que empatou com o FC Porto (1-1).

O Belenenses, com a tranquilidade de cinco jogos consecutivos sem perder, entrou melhor e, com um futebol mais trabalhado, instalou-se no meio-campo pacense, mas os locais nunca se deixaram desequilibrar, jogando com as linhas juntas e privilegiando os lançamentos largos para as costas da defesa "azul".

O técnico pacense procurava capitalizar a mobilidade no ataque de Rúben Ribeiro, colocado a falso "nove" e que abria espaços para Fernando Neto, um ala esquerdo que apareceu também pelo meio e à direita, baralhando as marcações da formação do Restelo.

A lesão prematura de Tiago Silva, aos 20 minutos, afetou a equipa do Belenenses e permitiu que os laterais pacenses começassem a subir no terreno.

Na primeira vez que o fez pela direita, aos 18 minutos, Tony centrou junto da linha final, Fernando Neto, em antecipação, rematou contra um defesa contrário e, na recarga, Manuel José ficou perto de inaugurar o marcador, antecipando o único golo do jogo, aos 27, com Fernando Neto a aproveitar um mau passe de Duarte Machado.

O Belenenses voltou a entrar melhor na segunda parte, com Diawara aberto na esquerda e João Pedro a jogar mais pelo meio, colocando mais pressão sobre o homem da bola e mais rapidez nas transições, e esteve perto do empate aos 51 minutos, numa cabeçada de Diakité.

Neste período, o Paços acusou a pressão dos pontos e, apesar do maior domínio do adversário, soube controlar as investidas do Belenenses e segurar uma preciosa vitória que o técnico Henrique Calisto, na antevisão ao jogo, disse querer que fosse o primeiro de uma nova vida.
Achei o texto acima:
← Mensagem mais recente Mensagem antiga → Página inicial

0 Comentário/s:

Enviar um comentário