sábado, 27 de outubro de 2012

Leixões e Belenenses empatam a uma bola

Postado Por: with Sem Comentarios
O Leixões recebeu hoje e empatou com o Belenenses 1-1, em jogo da 11.ª jornada da II Liga portuguesa de futebol, tendo os golos sido obtidos através de grandes penalidades, por Fernando Ferreira e Tiago Borges.

Os leixonenses, adeptos e jogadores, contestaram muito o trabalho do árbitro bracarense Manuel Mota, queixando-se, principalmente, de um golo invalidado, por alegado fora de jogo de Mailo, já nos descontos, que teria dados os três pontos à equipa treinada por Horácio Gonçalves.

Na primeira parte, o momento alto foi a grande penalidade conseguida pelo Belenenses, depois de Sequeira derrubar Tiago Silva, tendo Fernando Ferreira aproveitado para fazer o 1-0 para os visitantes (19).

O futebol das duas equipas não podia ser mais diferente. O Belenenses apresentou um jogo elaborado, com muita circulação e posse de bola, ao passo que o Leixões investiu quase tudo num estilo direto, com passes longos para junto da área contrária, à boa maneira do futebol inglês tradicional.

A verdade, porém, é que nenhum das equipas retirou dividendos das suas opções e os dois guarda-redes tiveram pouco trabalho, não tendo havido, aliás, qualquer ocasião clara de golo.

Na segunda parte, o Leixões reapareceu com o veloz Kizito do lugar do defesa Fábio Junior e, com muito coração e igual determinação, partiu então à procura do empate que só iria chegar através de uma grande penalidade, também contestado pelo Belenenses, aos 88 minutos.

Antes, já o Leixões tinha beneficiado de uma grande ocasião para marcar, mas Calé fez o mais difícil atirando de cabeça para as mãos de Matt Jones, quando estava a pouco metros da baliza belenense.

O Belenenses caiu muito na segunda parte, enquanto o Leixões deu tudo para chegar à igualdade. Tiago Borges enviou uma bola à barra (83'), Kizito obrigou Matt Jones a realizar uma grande defesa (84') e, por fim, Mailo conquistou o penálti que valeu o empate (88').
Achei o texto acima:
← Mensagem mais recente Mensagem antiga → Página inicial

0 Comentário/s:

Enviar um comentário