domingo, 11 de novembro de 2012

Antevisão e Convocatória para o V. Guimrães B - Belenenses

Postado Por: with 1 Comentario
Em conferência de imprensa, realizada na sala de imprensa do Estádio do Restelo, o nosso treinador Mitchell Van Der Gaag fez a antevisão do jogo frente ao Guimarães B a contar para a 13 ª Jornada da Segunda Liga.

Mitchell começou por garantir que "trabalhámos bem durante a semana e sinto que estamos preparados", continuando referiu que "estamos a trabalhar bem e conscientes do que temos de melhorar, porque não somos perfeitos e não podemos nunca pensar que por estarmos na parte superior da tabela não temos de trabalhar para ganhar." Mitchell confidenciou que "decidimos dar o fim-de-semana de folga como prémio aos jogadores pelo trabalho que têm vindo a desenvolver e porque agora vão ser menos as hipóteses de folga."

Sobre o próximo adversário o mister realçou que "o Guimarães tem uma boa equipa, muitos jogadores que estão a fazer a transição juniores/seniores e por isso têm muita qualidade e vontade. vai ser um jogo complicado para nós como aliás são todos os jogos neste campeonato, onde o primeiro pode perder com o último. Mas prevejo um bom jogo."

Mitchel Van der Gaag já divulgou a lista de convocados para o jogo referente à 13ª jornada da Liga. A partida com o Guimrães está marcada para Hoje às 16 horas em Guimarães.

As maiores novidades são a inclusão de Kay e Nelson Lenho após terem cumprido um jogo de castigado.

O nosso técnico convocou os seguintes jogadores:

Guarda-Redes: Matt Jones e Filipe Mendes

Defesas: Duarte Machado, Kay, João Meira, João Afonso e Nelson Lenho

Médios: Diakité, Fernando Ferreira, Tiago Silva, Yacine, Filipe Ferreira, Arsénio e Desmarets

Avançados: Fredy, Mamadou Diawara, Zambujo e Tiago Caeiro

Unidos vamos Vencer!
Achei o texto acima:
← Mensagem mais recente Mensagem antiga → Página inicial

1 comentário:

  1. [Juniores] Real, 1 - Belenenses, 0

    Categoria de topo: Época corrente Criado em 11-11-2012 Atualizado em 11-11-2012 Escrito por Belenenses Jovem Visitas: 11



    Jogo resolvido nos detalhes, com o golo do Real a ser apontado num magistral remate de Miguel Cardoso. Na zona de entrevistas, espaço para os comentários dos treinadores José Gonçalves (Real) e Rui Gregório (Belenenses).

    ArtigoEntrevistas
    Entrou melhor o Belenenses, dominador, faltando-lhe apenas fazer a diferença nos últimos metros do terreno. Sensivelmente a meio do primeiro tempo o Real logrou equilibrar, com algumas movimentações interessantes e qualidade de passe. Todavia, aproximando-se da defesa do Restelo, aí esta normalmente levava a melhor. O equilíbrio foi portanto a nota dominante, apenas manchado por lances como o descuido que proporcionou a Marcelo Féria testar a atenção do guarda-redes Ricardo Fernandes, aos 26 minutos, ou o lance individual de Tiago Bernardo, aos 34, desviado sobre a barra.
    Curiosamente, a segunda parte arrancou semelhante à primeira, mas ao contrário. Quer isto dizer que se manteve o equilíbrio, mas os lances mais garridos passaram a ser do Belenenses, com Fábio Sturgeon aos 55 minutos e depois Pedro Rosário aos 60 a desperdiçarem bons ensejos para inaugurar o marcador.

    E eis-nos chegado ao fatídico minuto 66, quando Miguel Cardoso arrancou um monumental remate que Ricardo Fernandes, sempre irrepreensível, não conseguiu defender. Aquele, era impossível. Respondeu Rui Gregório lançando de imediato Gonçalo Barroso, com os avançados a serem agora apoiados por uma linha densamente povoada ao nível do meio-campo. O jogo tornou-se emotivo e imprevisível, em que tanto podia ter empatado o Belenenses, pelo Nuno Tomás, como podia ter bisado Miguel Cardoso.

    Alguns destaques da partida, começando pelo Real. Defesa competente, meio-campo no qual realçamos a concentração e espírito de iniciativa de Martim Galvão e acima de todos Miguel Cardoso, a estrela local, sempre muito solicitado e batalhador na exploração da ala esquerda do ataque.

    Quanto ao Belenenses, também dispôs de uma defesa competente. O guardião Ricardo Fernandes esteve irrepreensível, sem responsabilidades no golo sofrido. Impõe-se destacar ainda o labor de David Carvalho, cujo duelo com Miguel Cardoso, levando-lhe muitas vezes a melhor, teve algo de épico. Já no meio-campo, muito do que o Belenenses aí fez de bom passou pela tenacidade de Tomás Gregório. Quanto ao ataque, destacamos a técnica apurada de Pedro Rosário.

    Campo nº 2 do Real (Massamá, Queluz), 10 de Novembro de 2012, 15:00 horas.
    12ª Jornada do Campeonato Nacional Juniores da 1ª Divisão (1ª Fase, Zona Sul), 2012/2013.
    Sob a arbitragem de Hélder Malheiro, auxiliado por Pedro Mota e Luís Estrela (AF Lisboa), as equipas alinharam:
    Real: 24- Gonçalo Ferreira; 2- Marcelo Féria, 3- João Sousa "cap.", 4- André Almeida e 6- Ruben Marques; 7- Miguel Cardoso, 14- João Pires (8- Ricardo Gonçalves, aos 73'), 17- Marcelo Lopes (16- Tianzi Jia, aos 89') e 18- Tiago Bernardo; 19- Duarte Barros e 21- Martim Galvão (23- Francisco Dias, aos 90+2'). Treinador: José Gonçalves.
    Belenenses: 1- Ricardo Fernandes; 2- David Carvalho, 3- Pedro Torrado, 4- Nuno Tomás e 5- Nuno Malheiro; 6- João Pinto, 7- Octávio Andrade (14- Fábio Meirinhos, aos 64'), 8- Tomás Gregório "cap." e 9- Gonçalo Gregório (17- Edi Oliveira, ao intervalo); 10- Fábio Sturgeon e 11- Pedro Rosário (18- Gonçalo Barroso, aos 68'). Treinador: Rui Gregório.
    Golo: 1-0, Miguel Cardoso (66').
    Acções disciplinares: amarelos para João Pires e Martim Galvão (Real); Gonçalo Gregório e David Carvalho (Belenenses).

    ResponderEliminar