terça-feira, 24 de setembro de 2013

Van der Gaag mantém-se em repouso e não orienta Belenenses nos Açores

Postado Por: with Sem Comentarios
O treinador do Belenenses, o holandês Mitchell van der Gaag, não vai orientar a equipa frente ao Santa Clara, em jogo da Taça da Liga de futebol, depois da indisposição sentida no decorrer da partida com o Marítimo.

O clube do Restelo confirmou que o técnico se mantém em repouso, em casa, não havendo, até ao momento, qualquer previsão para o regresso ao trabalho, sendo apenas certo que não viajará com a equipa para o Açores, onde, na quarta-feira, os ''azuis'' jogam a primeira ''mão'' da segunda fase da prova.

''O Mitchell teve uma quebra de tensão arterial e perdeu os sentidos por breves momentos. Foi levado para o Hospital de Santa Cruz, para ser reavaliado pela equipa de cardiologia. Passou lá a noite, por precaução, saiu do hospital na manhã seguinte, estando agora em casa em repouso'', adiantou o assessor de imprensa do Belenenses, Nuno Almeida.

Por outro lado, Nuno Almeida negou que o técnico, de 41 anos, tenha sofrido uma arritmia e revelou que ''hoje esteve presente no almoço da equipa e aos poucos está a recuperar''.

Perante esta ausência, a formação do Restelo será orientada nos Açores pelo treinador-adjunto, Jorge Simão, não sendo de descartar que o mesmo venha a acontecer no sábado, frente ao Benfica.

''Como é óbvio, nota-se a ausência do Mitchell nos treinos. Os jogadores sentem, mas estão focados e preparados. Eu continuo na pele de treinador adjunto. O treinador principal continua no ativo, apesar do período de vigilância médica. Mantemos o contato diário e permanente sobre todas as situações. As decisões continuam a vir do Mitchell'', referiu o técnico-adjunto.

Mitchell van der Gaag teve de abandonar o relvado do estádio do Restelo, no sábado, pouco antes do intervalo do jogo com o Marítimo, da quinta jornada da I Liga, levando mesmo o árbitro do encontro, o lisboeta Pedro Proença, a interromper a partida durante cerca de cinco minutos.

A indisposição de Van der Gaag, que não regressou ao banco, ocorreu quando o cronómetro do encontro marcava os 41 minutos e numa altura em que o Belenenses vencia o Marítimo por 1-0, graças ao golo de João Pedro, aos 8 minutos, resultado que se manteve até final.
Achei o texto acima:
← Mensagem mais recente Mensagem antiga → Página inicial

0 Comentário/s:

Enviar um comentário