quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Hóquei Feminino: Passagem de testemunho

Postado Por: with Sem Comentarios
Após cinco anos de glórias, conquistas e a organização de um Campeonato Europeu, Alberto Mateus, passou o “testemunho” de treinador principal da equipa sénior feminina de hóquei à sua colega Karen Ladbrook.

Passados os tempos de conciliação da equipa e conquistas além-fronteiras com três presenças em Competições Europeias, o Hóquei entra numa fase de crescimento e aposta na formação.

Karen Ladbrook será o rosto desse crescimento e formação dos mais novos. De nacionalidade britânica, está no nosso país há cerca de 12 anos, sendo profissional na área de organização desportiva. Conhecedora da modalidade desde muito nova, com participação em Selecções Nacionais do seu país, encara este novo desafio com determinação e espontaneidade pela sua postura de guerreira e vencedora.

Em entrevista exclusiva ao nosso site, a nossa nova treinadora, indicou que "a equipa feminina está em transição" salientando que "o grande objectivo desta época passa pela formação de novas atletas, com idades compreendidas entre os 12 e os 18 anos, afim de darmos continuidade ao trabalho iniciado pelo Alberto Mateus com a conquista de três Campeonatos Nacionais seguidos." Karen indica que "vai ser um trabalho longo que não dará os seus frutos num curto espaço de tempo, mas estamos crentes nessa conquista."

A treinadora britânica já identificou as maiores dificuldades para concretizar os objectivos propostos, referindo que "para além da financeira, que está presente em todas as actividades desportivas amadoras, são os locais de treino. Para a prática do Hóquei em Campo é necessário sintéticos que estão completamente ocupados pelo futebol. Por outro lado, para a prática do Hóquei de Sala existe a dificuldade em alugar pavilhão, uma vez que, a competição decorre apenas nos meses de Dezembro, Janeiro e Fevereiro. Contudo, ultrapassado esse cenário, temos as condições criadas para formar Campeões!"

Sobre a actual situação do Hóquei em Lisboa, Karen Ladbrook, indicou que "sendo uma modalidade amadora e consequentemente com pouca expressão nas escolas públicas, sofre pelo seu desconhecimento, falta de atletas e apoios financeiros." Mas o Belenenses, este ano, conseguiu inverter este desconhecimento pois "organizámos um Campeonato Europeu no nosso Pavilhão Acácio Rosa, que nos trouxe conhecimento, divulgação e imagem, e novas atletas. Foi um trabalho realizado com cabeça, tronco e membros. Apesar da pouca expressão nacional, o Hóquei em Campo é uma modalidade olímpica, é conhecida por portugueses, ingleses, espanhóis, alemães, entre outros, e será nesses Colégios e junto do melhor sintético de Hóquei em Lisboa – no Complexo Desportivo do Jamor – que teremos de criar as condições para a prática da modalidade." Para além disso Karen indicou que o "Belenenses, pela sua história, com a colaboração da Federação Portuguesa de Hóquei, pelo seu dinamismo e conhecimento, podem e devem unir esforços no sentido desse crescimento."

Para finalizar, a nossa nova treinadora principal da equipa sénior feminina de hóquei, aproveitou o momento, para "endereçar um convite aos mais novos para virem experimentar" o Hóquei no Belenenses.
Achei o texto acima:
← Mensagem mais recente Mensagem antiga → Página inicial

0 Comentário/s:

Enviar um comentário